O que rever antes de entregar a sua dissertação ou tese

Flickr credit: Thesis by Katrin Krieger 

Autor: Adrian Sgarbi. Tempo estimado de leitura: 4',52''

Você já leu inúmeras vezes a mesma coisa e teve a sensação de que fez pouca diferença? As palavras simplesmente passam por você e é impossível corrigir mais o seu texto? Muitos já estiveram na mesma situação. Nesse caso, o mais importante é saber o que buscar. E o que você deve buscar são os problemas mais evidentes; problemas que teimam em aparecer e que fazem a sua banca torcer o nariz.

*   *   * 

Irei direto ao assunto. Listo alguns dos itens que criam problemas em bancas de dissertação ou de tese por chamarem muito a atenção. Olhe bem para cada um deles como um checklist de emergência. E não se esqueça de conversar com o seu orientador!

Título

O título do seu trabalho deve ser representativo da pesquisa feita. Caso você tenha dúvida sobre esse aspecto, acrescente um subtítulo. Portanto, pense em um título que soe bem aos ouvidos mas sem, neste momento ao menos, perder a sua precisão descritiva.1 Lembre-se de que você não está obrigado a manter o mesmo título em eventual publicação do seu trabalho.

Abreviaturas, siglas, quadros

Assegure-se de que todas as abreviaturas, siglas e quadros estejam devidamente identificados.

Sumário

Conforme definido pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT, NBR 6027:2012), sumário é a "enumeração das divisões, seções e outras partes de uma publicação, na mesma ordem e grafia em que a matéria nele se sucede". Assim, verifique se todos os itens tratados nos diversos capítulos estão devidamente incluídos.2 Atente para o fato de que uma tese não é um livro. Em um livro não existe a necessidade de apresentar um elenco exaustivo da matéria tratada; em uma dissertação de mestrado ou em uma tese de doutoramento, sim.3 Aliás, isso facilitará, inclusive, o seu manuseio quando você estiver em sua defesa de dissertação ou tese.

Introdução

A introdução deve contar ao seu leitor exatamente o que se deseja com o trabalho e ao mesmo tempo oferecer a ele informações de cada uma de suas partes. Assegure-se de alcançar essas características na redação final de sua introdução alertando o seu leitor para o que está por vir. Para obter esse efeito, exponha o seu tema com objetividade e assegure-se de que ele se reflete nos capítulos do trabalho de modo ordenado.

Quando um tema é apresentado com objetividade, o leitor pode reduzi-lo facilmente a alguma das seguintes frases:

  • "Estou trabalhando o tema A porque quero descobrir Como? Por quê? De que modo? B, de maneira que eu possa ajudar outras pessoas a entenderem Como/Por que/De que maneira C";
  • "Estou trabalhando o tema A porque quero descobrir se B explica, resolve, equaciona C. Caso assim seja, penso que estarei contribuindo para D";
  • "Estou trabalhando o tema A porque quero descobrir se se trata de B de modo a poder responder como corrigir C".

Desenvolvimento

  • Assegure-se de que há descrição antes da análise;
  • Caso trate do óbvio em algum parágrafo, que seja para contestá-lo;
  • Elimine toda e qualquer contradição em seu texto;
  • Nunca misture classificações de autores distintos em uma única classificação;
  • Certifique-se de que o mesmo termo é empregado para o mesmo fenômeno e que para fenômenos distintos foram usados termos distintos. O seu leitor agradecerá!

Citações

Quando há uma citação malfeita em seu texto, ela brilha como um holofote. Dedicação redobrada neste aspecto. Você deve necessariamente fazer uso de citações quando o seu texto:

  • Reproduz palavras de outra pessoa. Essa é uma regra elementar. Caso você esteja usando palavras de outra pessoa, indique a referência. Tanto é assim que desconsiderar esse conselho constitui caso de plágio evidente.
  • É uma paráfrase de uma fonte. Uma paráfrase é a reafirmação de uma ideia expressada por outra pessoa através do uso de outras palavras. Portanto, quando você usar as suas palavras para transmitir a ideia de outra pessoa, cite a obra parafraseada.
  • Traz tabela, estatística, ilustrações de outra obra. Ao usar material que foi produto do trabalho de outro pesquisador, respeite esse trabalho indicando a fonte. Esse é um reconhecimento mínimo pelo esforço de alguém que se preocupou em apresentar dados organizando as informações de que você faz uso.

Mantenha-se alerta, ainda, para que:

  • toda citação esteja contextualizada;
  • se a citação possui mais de quatro linhas, ela deve estar em parágrafo separado e com recuo;
  • citações em língua estrangeira tenham a devida tradução.4

Conclusão

Você precisa refinar a linguagem de sua tese central de modo que ela seja uma declaração objetiva.

Para alcançar essa finalidade verifique:

  • se o ponto de partida de sua tese está descrito na conclusão;
  • se a questão da sua tese está apresentada;
  • se cada questão levantada na introdução foi respondida.

Dica extra: nunca generalize conclusões que apenas tratam de exceções ou questões locais. Esse é um pecado mortal!

Pé de página e bibliografia

Verifique se todos os textos citados em pé de página estão em sua bibliografia.5

Correção ortográfica e gramatical

Submeta o seu texto a um revisor profissional. Asseguro que um bom profissional o ajudará a elaborar um texto mais limpo.6

…e finalmente

Marque um encontro final com o seu orientador. Ele deve examinar essa sua última versão e evidentemente autorizar o seu depósito. Peça a ele, também, que explique o ritual de defesa, isto é, que explique a você como funciona cada uma das suas fases e o que você deve esperar. 


  1. Já escutei em banca que título é algo pessoal e que está fora de avaliação. Discordo. Tudo que diz respeito à tese está sob o escrutínio da banca. E em uma tese, repito, o título deve ser representativo da pesquisa. Até porque, a tese ficará registrada na biblioteca de sua instituição e outros podem desejar consultar o que você trabalhou. E um bom título ajuda nessa busca. 
  2. Espero que você não esteja fazendo o seu sumário "na mão". Porque caso você tenha formatado adequadamente o seu texto, o seu processador de texto é capaz de criar um TOC (table of contents) para você, automaticamente. Portanto, o seu trabalho agora é de lembrar de atualizar seu TOC com o comando de refresh.
  3. Em outra oportunidade tratarei de como transformar a sua tese em um livro e as principais diferenças entre esses dois materiais.
  4. Não se deve pressupor que o seu leitor leia tantas línguas quanto você. Caso não exista tradução, faça você mesmo a tradução e indique que ela é sua. É de bom tom manter o texto original em nota de rodapé.
  5. Caso você tenha usado um gerenciador de bibliografia, você não terá nenhum problema nesta parte. Recomendo Bookends ou Endnote para isso. Veja o post sobre gerenciadores de bibliografia.
  6. Você pode inicialmente usar o corretor de seu processador de texto. Mas ele não substitui o olhar de um revisor, embora possa ajudar. Além disso, com uma leitura atenta das correções feitas por seu revisor, você poderá aprender a escrever melhor. Sim, claro que eu tenho um revisor. Seu nome é Ida Gouveia da Oficina das Letras