Como descartar material de pesquisa sem medo

Flickr credit: Book tower interior, Prague Municipal Library by Graham Dash

Autor: Adrian Sgarbi. Tempo estimado de leitura: 4'57''.

Socorro! Há uma torre diante de mim!

Você fez o seu dever. Pesquisou, pegou livros, artigos, teses, tudo o que você necessitava. E agora? O que fazer com essa pilha de material?

*   *   * 

Outro dia vi na biblioteca um estudante carregando uns doze ou treze livros e deixando todos sobre a mesa. Seu olhar era de euforia. Ele estava pronto para começar os seus estudos. Hora e meia depois, ao sair da biblioteca, vi que alguns de seus livros continuavam sobre a mesa; os demais estavam pelo chão. Sua expressão era de desespero.

Faça comigo o cálculo. Supondo que você tenha 12 livros diante dos seus olhos e que cada um deles tenha mais ou menos 240 páginas, você terá 240x12=2.880 páginas. Considerando um tempo médio de 2 minutos por página (2.880x2'), você irá demorar 5.760 minutos para ler todos esses livros. Portanto, 96 horas de leitura (5.760/60'). Caso você passe 6 horas do seu dia lendo (incluídos sábado e domingo), isso significa que você terá que dedicar mais de duas semanas apenas com este material (96/6h=16 dias). Agora, considere que 2 minutos por página foi uma estimativa otimista. Bastante otimista. Porque você não vai apenas ler; você irá ler e anotar.

É por isso que trabalhar horas para chegar à conclusão de que o material não serve é desanimador. Mas o que fazer? Permita que eu te diga algo. Um pesquisador experiente sabe não apenas "achar" o material que lhe interessa, mas também sabe "descartar" logo o que não lhe interessa. Isso porque, com o tempo, você notará que a proporção do material que você estudou e o material que você irá usar é desigual. De fato, você seleciona e estuda mais material do que vai usar em seu trabalho. Portanto, colocar de lado materiais que não serão úteis é importante. Se é assim, como descartar?

Antes de responder essa pergunta, gostaria de dizer que descartar material não significa que o material é necessariamente ruim. Apenas significa que não é o material apropriado para o trabalho no qual você está se ocupando agora.1 Também gostaria de enfatizar que a técnica empregada para descartar livros não é a mesma para descartar artigos. Isso se deve à própria estrutura, que é distinta em ambos os materiais.

Já podemos seguir adiante.

Como descartar livros

Para descartar livros você deve ter bem claro o que você procura. Aliás, isso vale também para o descarte de artigos. A seleção dos materiais a ler deve ter algum propósito. Buscar material sem ter uma noção do que você procura significa perder tempo e colocar material sem propósito específico em sua pilha de leitura. Tendo isso em mente, siga os seguintes passos de descarte:

  • Primeiro, examine o título, o subtítulo, o sumário e o índice remissivo do livro. Algumas obras possuem títulos pouco representativos. Nesse caso, veja se há subtítulo. Em trabalhos acadêmicos se usa atribuir título bastante geral e estreitar o tema através de subtítulos. Siga a análise com a avaliação do sumário. Observe como a obra é estruturada e se algum subitem parece ser relevante para a sua pesquisa. Caso seja, anote usando Evernote para garantir a organização de sua leitura posterior.
  • Segundo, apreciação do prefácio, da introdução e conclusão. Leia o prefácio da obra que passou pelo primeiro teste. Leia a introdução e busque informações sobre o objetivo do trabalho, a abordagem e o contexto. Depois, passe diretamente para as conclusões. Leia atentamente as conclusões e faça anotações se for o caso.
  • Terceiro, análise dos capítulos. Caso o interesse sobre a obra tenha sobrevivido ao primeiro e segundo passos, use as técnicas skimming2 e scanning3 na análise dos capítulos que chamaram a sua atenção.
  • Quarto, exame das referências bibliográficas. Examine as referências bibliográficas e procure algo que possa estar relacionado ao seu trabalho. Caso você encontre algo, anote essa referência que lhe pareceu ser importante e busque depois esse novo material.

Finalmente, tire uma foto da obra selecionada usando o aplicativo Evernote4 e relacione todas as notas à identificação do seu projeto. Tire foto também das referências das obras descartadas. Elas podem ser úteis algum dia. Anote o nome da biblioteca em que elas foram encontradas. E é óbvio: fique com os livros que sobreviveram à técnica do descarte. Eles constituem o material de que você necessita para elaborar o seu trabalho.

Como descartar artigos

Para descartar adequadamente artigos que não lhe interessam siga os seguintes passos:

  • Abstract ou resumo. Leia atentamente o abstract ou resumo do artigo. Quando bem escritos, tudo de que você necessita estará em versão reduzida nesta apresentação do artigo.
  • Keywords. Em geral um artigo possui palavras-chave logo depois do abstract. Sublinhe as palavras-chave que estão na linha de seu interesse. Use essas mesmas palavras-chave quando estiver na fase do scanning.
  • Problema. Caso o abstract e as palavras-chave sugiram que o artigo é promissor, busque na introdução do artigo qual a questão que o autor pretende responder ou os problemas que ele promete enfrentar. Sublinhe essas partes. A seguir, procure entender por qual motivo ele crê que existe um problema a ser resolvido e as razões que apresenta.
  • Empregue a técnica skimming e scanning.
  • Se depois da análise precedente você ainda estiver interessado no artigo, é chegado o momento de ir às conclusões. Veja se alguma parte sugere que você deve ler algum item em particular. Se sim, leia o item.
  • Caso o item sugira que vale a leitura de todo o artigo, faça uma cópia e separe-o para anotação completa.

Finalmente, não se esqueça de anotar na cópia do artigo os dados completos da revista da qual ele foi extraído.

Talvez no início tudo isso pareça ser demasiado. Acredite, não é. Examinar o material antes de dedicar horas a sua leitura fará com que você acerte mais na construção da referência bibliográfica de seu trabalho. Além disso, você ganhará preciosas horas em sua semana. Resultado: mais tempo para ir ao cinema e para sair com amigos sem peso na consciência.

 


  1. Portanto, não jogue fora as notas de referência. Nunca se sabe quando poderá ser útil.
  2. Skimming consiste na leitura rápida de um texto ou parte dele com o objetivo de ter apenas uma noção geral do que nele é tratado. Portanto, como se usa dizer, é uma "leitura oblíqua". Para usar essa técnica passe os olhos no texto buscando títulos, citações, pés de página, palavras destacadas em negrito ou itálico ou, mesmo, listas. Caso haja algo importante, anote.
  3. Scanning consiste em leitura direcionada a uma palavra-chave. Por exemplo, se o tema que você quer tratar é "teoria da evolução", os termos seleção-natural, extinção, adaptação etc. devem estar em seu "radar".
  4. Evernote é capaz de buscar o que está escrito na foto. Essa é a vantagem de possuir uma conta premium. Sobre Evernote, é um aplicativo para MAC e Windows que armazena notas e as coloca em uma nuvem tornando-as acessíveis em todo lugar, inclusive em telefones celulares e tablets.